Funções executivas e seu impacto no processo de aprendizagem

Dra. Leonor Guerra – Pesquisadora na área de neurociência e coordenadora do Projeto NeuroEduca – Duração do vídeo: 6 minutos.

Você sabia que há áreas no cérebro que são desenvolvidas ainda na infância – em crianças a partir de quatro anos – mas completam sua formação apenas na adolescência? No momento que essas áreas estão formadas, o aluno adquire maior capacidade de solucionar problemas, analisar e controlar comportamentos, além de melhorar a memorização de curta duração, raciocínio abstrato, gerenciar respostas emocionais, entre outros.

As funções executivas, que também são funções cognitivas e importantes no processo de aprendizagem, colaboram com o estudante quando precisam encontrar soluções, conduzir e elaborar estratégias comportamentais nas mais diversas circunstâncias.

Como a função executiva implica diretamente no desenvolvimento acadêmico? Como ajudar o estudante a criar estratégias para expressar seu conhecimento, absorver estímulos e fazer com seu cérebro fique ativo e apto para aprender? A Dra. Leonor Guerra, no vídeo do Painel de Educação, plataforma de informações sobre aprendizagem e gestão escolar do Sistema Etapa, irá ajudar educadores e gestores a buscarem alternativas para treinar as funções executivas por meio de atividades e brincadeiras que colaboram com o desenvolvimento da atenção, concentração, disciplina e bom relacionamento entre os estudantes.

Veja também outros vídeos deste tema:
· Aprender para a vida: adaptação ao mundo, solução de problemas e sobrevivência
· Estimular os sentidos para compreensão mais completa e significativa
· Atenção para aprender
· Motivação para aprender
· Espiral da aprendizagem é outro aspecto muito importante no contexto da aprendizagem
· Como o professor pode ser o incentivador do aprendizado baseando-se na neurociência?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *